Mais de 20 mil juvenis de mexilhão-de-rio libertados no rio Beça
BOTICAS, 2022-07-18 17:02:46

Mais de 20 mil juvenis de mexilhão-de-rio libertados no rio Beça Mais de 20 mil juvenis de mexilhão-de-rio libertados no rio Beça Mais de 20 mil juvenis de mexilhão-de-rio libertados no rio Beça

Ao longo dos últimos meses têm vindo a realizar-se ações de reprodução em cativeiro do mexilhão-de-rio (Margaritifera margaritifera) no Centro de Reprodução dedicado à espécie, localizado no Boticas Parque – Natureza e Biodiversidade (BNB).

As ações iniciaram-se nos meses de setembro e outubro com recolha de gloquídeos (larvas de mexilhão-de-rio) e prosseguiram, de abril a junho, com a colheita e libertação de mais de 20 mil de juvenis em vários pontos do rio Beça, contribuindo para a preservação da espécie no Concelho de Boticas e em Portugal.

Foram ainda reservados vários milhares de juvenis em condições controladas no Centro de Reprodução, recorrendo a diferentes estratégias devidamente estudadas e dimensionadas, com o objetivo de acompanhar o seu desenvolvimento, aumentando assim a probabilidade de sobrevivência em meio natural.

As ações de preservação e reprodução de mexilhão-de-rio decorreram no âmbito do “Programa de Medidas de Compensação de Fauna e Flora associadas ao Projeto Tâmega”, do qual derivou um protocolo celebrado entre o Município de Boticas e a Iberdrola, empresa responsável pelo projeto do Sistema Eletroprodutor do Tâmega.

De acrescentar que o mexilhão-de-rio é uma espécie protegida internacionalmente pela Convenção de Berna e pela Diretiva Habitats da Comissão Europeia, estando registada como espécie “Em Perigo” no mundo e como “Criticamente em Perigo” na Europa, pela Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

O mexilhão-de-rio está distribuído na Europa, desde os países escandinavos ao noroeste ibérico, e estima-se que cerca de 95% das suas populações já tenham desaparecido, sendo que a poluição e perda do habitat, assim como a diminuição das populações de salmões e trutas de que dependem, são os fatores que mais contribuíram para o desaparecimento de grande parte da espécie. 

O mexilhão-de-rio é um excelente indicador da qualidade ambiental, nomeadamente da água, e o sucesso da sua recuperação depende do bom estado do ecossistema em que vive.

Tags

Protecção Civil   Exposições   Inaugurações   Kung Fu Boticas   Hora do Planeta   Janeiras / Reis   Património Agrícula Mundial   Rali   Volta a Portugal   Ecomuseu - Museu Rural   Casas do Conhecimento   Autarquia   Educação   Património   Dia Nacional dos Moinhos   Vespa das Galhas do Castanheiro   Teatro   Natal   Juventude   B.V.B.  

Últimas

Missa Solene em Honra de Nossa Senhora da Livração presidida pelo Bispo de Vila Real

Missa Solene em Honra de Nossa Senhora da Livração presidida pelo Bispo de Vila Real

“Quinta-feira Cultural” com Grupo de Cavaquinhos de Dornelas e Banda Musical de Parafita

“Quinta-feira Cultural” com Grupo de Cavaquinhos de Dornelas e Banda Musical de Parafita

Livro “A Biodiversidade do Barroso - Borboletas Diurnas” apresentado em Boticas

Livro “A Biodiversidade do Barroso - Borboletas Diurnas” apresentado em Boticas

Grupo “Verde Canto” animou Praça do Município

Grupo “Verde Canto” animou Praça do Município

Festa em Honra de São Lourenço em Bobadela

Festa em Honra de São Lourenço em Bobadela

Noite de fado humorístico com Nani Nadais

Noite de fado humorístico com Nani Nadais

Humoristas Rui Xará e Pedro Neves colocaram “Boticas a Rir”

Humoristas Rui Xará e Pedro Neves colocaram “Boticas a Rir”

 Mercadinho de oportunidades na Praça do Município

Mercadinho de oportunidades na Praça do Município