João Botelho filma a “alma e a cultura do Barroso”
BOTICAS, 2009-07-06 17:34:52


Numa iniciativa da Direcção Regional de Cultura do Norte (DRCN), que contou com a comparticipação e apoio dos municípios de Boticas e Montalegre, o conhecido realizador português João Botelho e a produtora Ar de Filmes, filmaram durante os últimos dias de Junho e o início deste mês, na região do Barroso, o documentário intitulado “Para Que Este Mundo Não Acabe”, onde participaram alguns populares do Concelho de Boticas e o Grupo de Cantares da Associação Cultural, Recreativa e Desportiva da Serra do Leiranco, Sapiãos.

Neste trabalho, João Botelho propõe-se transpor para a tela a grandeza da região do Barroso, procurando retratar a violência da paisagem e a força das suas gentes. Para tal, Botelho recorre ao trabalho de dois actores, Marcello Urgeghe e Maria Archer. Ele é jornalista e vem fazer uma reportagem sobre esta terra e ela acompanha-o sem saber porquê e é através deles, do que vêm, ouvem e sentem, que é contada a história do Barroso.

Para o cineasta transmontano, o Barroso é uma região muito “específica”, porque tem uma “grande ingenuidade que não se encontra em mais lado nenhum. Não é só a violência da paisagem, é a violência da vida e a grandeza das pessoas. É um mundo muito estranho, diferente, mas cheio de verdade e força. É isso que me atraiu”, salientou. O casal viaja por um “território de picos agrestes e vales férteis, de climas extremos habitado por dramáticas gentes que transportaram até hoje saberes, costumes e comportamentos comunitários notáveis e únicos”.

“Achamos que era interessante haver um documentário cinematográfico, feito por uma pessoa da qualidade de João Botelho, para podermos dar a conhecer melhor a região do Barroso”, salientou o presidente da Câmara de Boticas, Fernando Campos.

Boticas e Montalegre receberão a ante-estreia deste trabalho no início do próximo mês de Outubro. O documentário será convertido num DVD de uma trilogia que revela a visão do realizador João Botelho sobre a região transmontana.

A trilogia inclui “A Terra Antes do Céu”, já filmado na região de Vila Real, este “Para Que Este Mundo Não Acabe”, filmado na região do Barroso, e um terceiro, ainda por preparar, na região do planalto mirandês.

Tags

ANMP   Barragens Alto Tâmega   CIM do Alto Tâmega   +Boticas   Lítio   Feira Gastronómica Porco   Boticas Mexe   Exposições   Governo   GDB   Idosos   Juventude   Dia do Homem   DHI   Volta a Portugal   Heróis da Fruta   Cultura Popular   CIM do Auto Tâmega   Festas / Romarias   Cão de Gado Transmontano  

Últimas

4º Boticas Trail – Caminhos do Galaico adiado

4º Boticas Trail – Caminhos do Galaico adiado

Centro de Saúde de Boticas com Área Dedicada ao COVID-19

Centro de Saúde de Boticas com Área Dedicada ao COVID-19

Rampa Internacional de Boticas adiada

Rampa Internacional de Boticas adiada

Concelho de Boticas acordou pintado de branco

Concelho de Boticas acordou pintado de branco

Autarquia preocupada com vaga de incêndios florestais no Concelho

Autarquia preocupada com vaga de incêndios florestais no Concelho

Pavilhão Multiusos preparado com 45 camas

Pavilhão Multiusos preparado com 45 camas

Paróquia de Boticas vai transmitir Eucaristia pelo Facebook

Paróquia de Boticas vai transmitir Eucaristia pelo Facebook

Presidente da Câmara quer centros de recolha para diagnóstico à COVID-19 nos centros de saúde e recolhas ao domicílio

Presidente da Câmara quer centros de recolha para diagnóstico à COVID-19 nos centros de saúde e recolhas ao domicílio