Cedência da antiga Residência Paroquial de Bobadela para instalação do Centro Interpretativo do Parque Arqueológico do Terva
BOTICAS, 2010-07-06 10:52:01

Cedência da antiga Residência Paroquial de Bobadela para instalação do Centro Interpretativo do Parque Arqueológico do TervaAntigas Minas
Antigas Minas Cedência da antiga Residência Paroquial de Bobadela para instalação do Centro Interpretativo do Parque Arqueológico do TervaAssinatura de Contrato Comodato
Assinatura de Contrato Comodato

Na prossecução da implementação do projecto do Complexo Mineiro Antigo do Vale Superior do Rio Terva – Parque Arqueológico do Terva, o Município de Boticas assinou um contrato com a Comissão da Fábrica da Igreja de Bobadela através do qual esta cede, em regime de comodato e por um período de 30 anos, o edifício da antiga residência paroquial de Bobadela para instalação do Centro Interpretativo do Complexo Mineiro Antigo, um espaço que se deverá constituir como porta de entrada no Parque Arqueológico, onde o visitante recolherá informação que o oriente na visita, sendo um lugar de conhecimento e proporcionando uma exposição permanente que apresente as características e história do território, oferecendo instalações e equipamentos de apoio à investigação e funcionando ainda como posto de apoio ao controlo, vigilância e monitorização do Parque.

A aldeia de Bobadela possui uma localização central em relação ao conjunto patrimonial que se pretende valorizar, o que justifica a escolha do local para instalação do Centro Interpretativo e que permitirá, em simultâneo, recuperar um espaço que se encontra bastante degradado, contribuindo duplamente para a preservação do património arquitectónico do concelho.

De recordar que do conjunto de sítios e achados da época romana existentes no concelho, as explorações mineiras do Poço das Freitas, das Batocas e do Brejo, que constituem o Complexo Mineiro Antigo do Vale Superior do Rio Terva, afirmam-se como um valor patrimonial de grande interesse científico e histórico cuja conservação e valorização merece especial atenção por parte do município. O sítio está enquadrado por uma invulgar concentração de povoados fortificados proto-históricos e testemunha uma longa ocupação humana no contexto do aproveitamento dos recursos auríferos desde a época proto-histórica até à idade moderna. Assim, para além do estabelecimento de uma zona de protecção alargada que garante a preservação da envolvente paisagística, foi elaborado pela unidade de arqueologia da Universidade do Minho um programa para o desenvolvimento de um projecto de requalificação e valorização do sítio e que mereceu a concordância do IGESPAR. Este programa contempla acções de conservação, realização de estudos e projectos, a construção de infra-estruturas e equipamentos e ainda acções de divulgação e promoção do local.

O investimento previsto para implementação deste projecto é de cerca de 1,2 milhões de euros, montante co-financiado por fundos comunitários através do Programa Operacional Regional do Norte “ON2”.

O contrato para cedência do edifício da antiga Residência Paroquial foi rubricado pelo Monsenhor Silvério Guimarães, em representação da Fábrica da Igreja de Bobadela, e pelo presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Campos.

Tags

Comissão Municipal de Proteção Civil   Boticas Fashion   Assembleia Municipal   Festival de Folclore   PIICIE   Parque de Campismo   Dia do Homem   Cultura Popular   CEDIEC   Chegas de Bois   Semana da Leitura   IMI   Actividades de Verão   Gond-Pontouvre   Rali   Juventude   Janeiras / Reis   PAVT   Conselho Municipal de Educação   Natalidade  

Últimas

Queimas e queimadas proibidas durante o período crítico

Queimas e queimadas proibidas durante o período crítico

Câmara de Boticas vai passar a entregar o Correio em algumas aldeias do Concelho

Câmara de Boticas vai passar a entregar o Correio em algumas aldeias do Concelho

ARS Norte preocupada com a mobilidade na época do verão e preparação do inverno

ARS Norte preocupada com a mobilidade na época do verão e preparação do inverno

Programa de Dinamização da Restauração e do Comércio Local “Viver Boticas”

Programa de Dinamização da Restauração e do Comércio Local “Viver Boticas”

Atividades de Ocupação de Tempos Livres não se realizam este verão

Atividades de Ocupação de Tempos Livres não se realizam este verão

Piscinas Municipais Descobertas não abrem no verão

Piscinas Municipais Descobertas não abrem no verão

EDP entregou máscaras à Câmara para oferecer à Misericórdia de Boticas

EDP entregou máscaras à Câmara para oferecer à Misericórdia de Boticas

RI 19 apoia Município de Boticas na vigilância da Floresta

RI 19 apoia Município de Boticas na vigilância da Floresta