Novo Centro de Incubação de Empresas em Boticas
BOTICAS, 2011-04-29 15:17:13

 

O Município de Boticas recebeu, no passado dia 27 de Abril, o Encontro Nacional de Incubadoras de Empresas, no qual deu mais um passo para combater a desertificação e o desemprego, que se faz sentir nas regiões do interior do país. Num painel mediado pelo dirigente do Ecomuseu, Albano Álvares, a autarquia de Boticas assinou um protocolo com a Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) para a constituição de um novo centro de incubação no concelho. O projecto está integrado com os novos centros de incubação dos Municípios de Montalegre e de Ribeira de Pena, que deverão compor a futura rede de Incubação do Barroso.

A criação de um centro de incubação de empresas em Boticas tem como objectivo dinamizar a actividade empresarial da região, apoiando todas as empresas e empreendedores, com ideias e projectos com potencial económico, sendo as suas futuras instalações no edifício de Relações Públicas da Feira Municipal. Segundo o vice-presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Queiroga, o projecto “vai trazer mais gente ao concelho, mais negócios e emprego”. “Incentivar e ajudar as pessoas é agora o objectivo e a aposta do nosso Município”, afirmou Fernando Queiroga, frisando a importância da união dos três municípios em torno deste projecto, como já tem sido habitual noutras iniciativas.

Tanto o presidente da Câmara Municipal de Ribeira de Pena, Agostinho Pinto, como o Presidente da Câmara Municipal de Montalegre, Fernando Rodrigues, acreditam que a iniciativa vai permitir aos jovens implementarem negócios de sucesso e, por conseguinte, criar mais emprego nos concelhos. “Está na altura das Câmaras Municipais se dedicarem ao papel social e, por isso, é com grande expectativa e esperança que vejo esta iniciativa”, concluiu Agostinho Pinto.

Ideia que foi reiterada pelo Presidente da ANJE, Francisco Maria Balsemão, que frisou a necessidade de se regenerar o sistema empresarial do país e apostar na juventude. “Hoje temos que apostar no empreendedorismo social, de forma a conseguir amenizar os desequilíbrios entre as camadas sociais, que são mais evidentes no interior do país e, por isso, decidimos unirmo-nos a estes municípios e apoiar as suas ideias e criatividade”, afirmou Francisco Maria Balsemão.

Para além da assinatura do referido protocolo, o Encontro Nacional de Incubadoras de Empresas contou ainda com alguns workshops e conferências que visaram divulgar alguns apoios para as pequenas e médias empresas e dar a conhecer alguns testemunhos de jovens empresários. A importância de ser empreendedor, a relevância de criar parcerias, o papel essencial da consultadoria, a necessidade de planeamento na criação de empresas, a dinâmica da tecnologia na criação de um novo negócio e as várias soluções de financiamento foram os principais temas abordados ao longo do encontro, que contou com uma plateia cheia. 

A iniciativa, que se realizou no Auditório Municipal de Boticas, foi organizada pela Associação para a Promoção de Inovação e das Empresas Tecnológicas (APEITE) em parceria com a Câmara Municipal de Boticas e o Ecomuseu.

Quem e como pode criar a sua empresa em Boticas e os apoios que pode obter

Podem candidatar-se ao centro os empreendedores, com idades compreendidas entre os 18 e os 40 anos, recém-licenciados ou de formação especializada, que se queiram agrupar para constituir a sua empresa de serviços. Ao mesmo tempo, também as empresas constituídas há menos de dois anos podem candidatar-se, mesmo que não detidas por jovens. Caso apresentem um projecto com uma forte consciencialização ecológica e de sustentabilidade, no qual esteja previsto a criação líquida de postos de trabalho e que represente um investimento nas áreas do Turismo, das Novas Tecnologias, Design, Comunicação Empresarial, Publicidade, Serviços de Apoio às Empresas, Animação, Arquitectura, Moda, Audiovisual – Rádio, Televisão, Cinema, Música, Turismo, Artes Plásticas, Fotografia e Desenvolvimento Sócio-Cultural, Artesanato, Ensino e Formação, e no âmbito do cluster das indústrias criativas, terão mais possibilidades de serem os promotores escolhidos.

Os seleccionados a integrar a Rede de Incubação do Barroso terão uma série de apoios. Apoio de secretariado (telefone, fax), acesso a espaços e serviços de utilização comum (auditório, sala de exposições, bar, sala de reuniões, sala de formação), apoio técnico ao desenvolvimento da actividade empresarial e apoio fiscal. Simultaneamente, será disponibilizado alojamento para o agregado familiar na região, com um apoio a fundo perdido de 250 euros mensais, durante dois anos.

No Centro de Incubação de Boticas estão ainda previstos alguns benefícios para o empreendedor e a sua família. Ou seja, terão acesso gratuito aos Cortes de Ténis e às Piscinas, durante dois anos, apoio à educação e à natalidade e a cedência temporária (dois anos) de um terreno cultivável.  

Para iniciar as suas actividades empresariais, os empreendedores devem formalizar a sua candidatura através de impressos próprios que poderão solicitar nas instalações do Centro ou na Câmara Municipal de Boticas. Deverão, ainda, entregar uma memória descritiva do Projecto, onde conste um estudo de viabilidade económico-financeira e de mercado. A inscrição no concurso é gratuita.

Tags

FAO   CPCJ   Ambiente   Defesa da Floresta   DHI   Boticas Fashion   S. Sebastião   Janeiras / Reis   Aventura no Barroso   Senhor do Monte   Corrida de Abril   Assembleia Municipal   Comissão Municipal de Proteção do Idoso     Dia da Mulher   Exposições   Património Agrícola Mundial   Fórum Boticas   Juventude   Idosos  

Últimas

Alunos do Curso de Jardinagem participaram numa Oficina Micológica

Alunos do Curso de Jardinagem participaram numa Oficina Micológica

RI19 assegura vigilância da floresta em Boticas

RI19 assegura vigilância da floresta em Boticas

VII Passeio de Motas 50cc

VII Passeio de Motas 50cc

Jovens de Boticas participam na Universidade Júnior

Jovens de Boticas participam na Universidade Júnior

Dois botiquenses percorreram a Estrada Nacional 2 de mota

Dois botiquenses percorreram a Estrada Nacional 2 de mota

Batismo de Voo de Jovens e Adultos com necessidades especiais do Alto Tâmega

Batismo de Voo de Jovens e Adultos com necessidades especiais do Alto Tâmega

Campos de jogos do centro da vila alvo de requalificação

Campos de jogos do centro da vila alvo de requalificação

Inauguração das obras de restauro da Igreja de Covas do Barroso

Inauguração das obras de restauro da Igreja de Covas do Barroso