Reunião da Comissão da Defesa da Floresta Contra Incêndios
BOTICAS, 2019-04-29 18:01:54

Reunião da Comissão da Defesa da Floresta Contra Incêndios

 

A Comissão da Defesa da Floresta Contra Incêndios (CMDFCI) reuniu-se esta segunda-feira, dia 29 de abril, na Câmara Municipal de Boticas, para apresentar o Plano Operacional Municipal (POM) para o ano 2019.

O POM consiste num conjunto de estratégicas de coordenação de meios humanos, técnicos e materiais fundamentais para a prevenção e combate aos incêndios florestais.

Este plano pretende, assim, traçar e estruturar formas de atuação mais eficazes quer na prevenção, quer no combate aos incêndios florestais, de forma a organizar atempadamente os meios, recursos e métodos de comunicação que permitam uma intervenção mais rápida e eficaz de todos os meios envolvidos neste tipo de ocorrências.

Para além da apresentação e aprovação do POM foram ainda discutidas outras matérias atuais no âmbito da CMDFCI, nomeadamente a activação da rede primária de postos de vigia, que acontecerá já no mês de maio, sendo que, de acordo com informação comunicada pelo Comandante do Posto da GNR de Boticas, dos quatro postos de vigia existentes no Concelho de Boticas nenhum deles integrará a rede primária, o que significa que apenas serão activados entre os meses de julho e outubro (época crítica dos incêndios florestais).

Tal situação levou mesmo o Presidente da Câmara, Fernando Queiroga, a manifestar o seu desagrado através de ofício dirigido ao Ministro da Administração Interna e ao Comando Geral da GNR, no qual sublinha que “tal situação demonstra que não há qualquer interesse nem preocupação em preservar a extensa mancha florestal do Concelho de Boticas e do Vale do Tâmega, dando, desta forma, uma enorme contribuição para que os incêndios florestais sejam detetados muito tardiamente, com dificuldades acrescidas e consequências nefastas no seu combate e na área ardida”. ”O sucesso na detecção precoce e no combate aos incêndios florestais está directamente relacionado com a rápida chegada de meios ao teatro de operações. A não activação dos Postos de Vigia no Concelho de Boticas no mês de maio, que se prevê muito quente e seco, potenciador de incêndios rurais, terá consequências nefastas na nossa floresta, o que levará a um exponencial aumento da área ardida”, acrescenta o Presidente da Câmara, que remata referindo que “queremos deixar um alerta bem vincado para que as responsabilidades sejam assumidas por quem de direito, na certeza de que a nossa floresta continua a ser fortemente negligenciada”.

O Presidente da Câmara solicitou ainda que nesta primeira fase seja ativado pelo menos um posto de vigia no Concelho de Boticas (Curros ou Leiranco).

Tags

Semana da Leitura   DHI   Dia da Mulher   Heróis da Fruta   Janeiras / Reis   Canil Municipal   Casas do Conhecimento   ANMP   Conselho Municipal de Educação   Cultura Popular   Visita de Estudo a Lisboa   S. Sebastião   Desporto   Exposições   Dia do Idoso   Ambiente   GDB   +Boticas   Corrida de Abril   Actividades de Verão  

Últimas

Concerto de encerramento do ano letivo da Escola de Música e Ballet Mozart

Concerto de encerramento do ano letivo da Escola de Música e Ballet Mozart

Alunos do Curso de Jardinagem participaram numa Oficina Micológica

Alunos do Curso de Jardinagem participaram numa Oficina Micológica

RI19 assegura vigilância da floresta em Boticas

RI19 assegura vigilância da floresta em Boticas

VII Passeio de Motas 50cc

VII Passeio de Motas 50cc

Jovens de Boticas participam na Universidade Júnior

Jovens de Boticas participam na Universidade Júnior

Dois botiquenses percorreram a Estrada Nacional 2 de mota

Dois botiquenses percorreram a Estrada Nacional 2 de mota

Batismo de Voo de Jovens e Adultos com necessidades especiais do Alto Tâmega

Batismo de Voo de Jovens e Adultos com necessidades especiais do Alto Tâmega

Campos de jogos do centro da vila alvo de requalificação

Campos de jogos do centro da vila alvo de requalificação