Barroso candidato a Património Paisagístico pela FAO
BOTICAS, 2016-11-28 12:42:41

 

O concelho de Boticas recebeu na passada semana a visita de uma delegação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), com o objetivo de candidatar a região do Barroso (concelhos de Boticas e Montalegre), a património paisagístico da humanidade, através do programa “A importância mundial do Património Agrícola”.

Este programa, que está a ser desenvolvido pela própria instituição, tem como finalidade valorizar a cultura, paisagem e a gastronomia local a nível mundial. Caso essa candidatura seja aprovada e reconhecida, o Barroso será a primeira região da Europa a conseguir alcançar tal feito.

A FAO iniciou o programa “A importância mundial do Património Agrícola” em 2002, sendo que são potenciais candidatos, métodos e paisagens agrícolas específicos que foram gerados, desenvolvidos e preservados ao longo de várias décadas. O projeto tem como linhas de orientação a segurança alimentar e de subsistência, biodiversidade e função dos ecossistemas, sistemas de conhecimento e tecnologias adaptadas, cultura, sistemas de valores e organizações sociais na agricultura e, por último, os recursos notáveis de paisagens e recursos hídricos.

O processo de candidatura envolve várias instituições, designadamente a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e a Universidade do Minho (UM), a Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega (ADRAT) e a Direção Regional de Agricultura e Pesca do Norte (DRAPN).

A presença da comitiva da FAO no Município de Boticas permitiu visitar vários produtores de fumeiro e criadores de carne barrosã bem como a Cooperativa Agrícola de Boticas, um dos maiores produtores de mel certificado da região. Para além disso, a delegação da FAO visitou o Boticas Parque – Natureza e Biodiversidade e a aldeia preservada de Vilarinho Seco, sendo que na sua deslocação pôde deslumbrar pelas belas paisagens e serras existentes na zona mais alta do concelho.

O Presidente da Câmara Municipal, Fernando Queiroga, fez questão de acompanhar a delegação da FAO, demonstrando a sua satisfação por o Município de Boticas poder vir a ser considerado património agrícola.

“É com enorme orgulho que vejo as nossas tradições, usos e costumes poderem ser reconhecidos a nível mundial. Esta candidatura permite constatar que, afinal, a nossa preocupação em lutarmos para manter o que é nosso, preservando a nossa genuinidade, está a ser valorizado e reconhecido e o facto do Concelho poder vir a ser classificado como património paisagístico enche-nos de orgulho, abrindo excelentes perspetivas para o futuro da nossa terra”, afirmou o autarca.

Tags

Natalidade   GDB   Feira Gastronómica do Porco   Dia do Homem   Natal do Idoso   Ambiente   Nadir Afonso   Água   Comissão Municipal de Defesa da Floresta   Protecção Civil   Festa de Boticas   Património Agrícola Mundial   DHI   Hora do Planeta   FAO   Conselho Municipal de Educação   Autarquia   Boticas Parque   Conselho Cinegético   Teatro  

Últimas

Concerto de encerramento do ano letivo da Escola de Música e Ballet Mozart

Concerto de encerramento do ano letivo da Escola de Música e Ballet Mozart

Alunos do Curso de Jardinagem participaram numa Oficina Micológica

Alunos do Curso de Jardinagem participaram numa Oficina Micológica

RI19 assegura vigilância da floresta em Boticas

RI19 assegura vigilância da floresta em Boticas

VII Passeio de Motas 50cc

VII Passeio de Motas 50cc

Jovens de Boticas participam na Universidade Júnior

Jovens de Boticas participam na Universidade Júnior

Dois botiquenses percorreram a Estrada Nacional 2 de mota

Dois botiquenses percorreram a Estrada Nacional 2 de mota

Batismo de Voo de Jovens e Adultos com necessidades especiais do Alto Tâmega

Batismo de Voo de Jovens e Adultos com necessidades especiais do Alto Tâmega

Campos de jogos do centro da vila alvo de requalificação

Campos de jogos do centro da vila alvo de requalificação