Câmara de Boticas contra a construção das barragens do Alto Tâmega
BOTICAS, 2010-07-20 12:31:23

Câmara de Boticas contra a construção das barragens do Alto TâmegaCâmara de Boticas contra a construção das barragens do Alto Tâmega
Câmara de Boticas contra a construção das barragens do Alto Tâmega

Na sua última reunião, realizada na passada sexta-feira, dia 16 de Julho, a Câmara Municipal de Boticas manifestou-se contra a construção das grandes barragens do Alto Tâmega, sustentando a sua posição através da constatação de que a região “sairá” claramente a perder com a construção destas barragens, já que, como refere o próprio estudo de impacte ambiental, vai causar prejuízos assinaláveis para as comunidades locais, com perdas de bons terrenos agrícolas, de casas de morada, com a inevitável desestruturação dos modos de vida das populações afectadas e consequente necessidade do seu desalojamento e realojamento, a ocorrência de alterações climáticas com muito impacto na sua economia e a perda de referências culturais e espaços de lazer, entre outras consequências negativas daquela construção, vendo as populações alteradas para sempre, independentemente da sucessão de gerações, paisagens, memórias e modos de vida, como a história de construção de grandes barragens no nosso País tem abundantemente demonstrado, acarretando ainda a diminuição acentuada das receitas dos Municípios, provenientes da não cobrança dos impostos sobre a propriedade, (IMI e IMT), como resultado da submersão de muitos prédios rústicos e urbanos, bem como, da própria degradação da actividade económica, intensificando o abandono da população e contribuindo para a desertificação Humana da área abrangida.

Neste sentido, a Autarquia apenas aceita a construção das barragens do Alto Tâmega se for garantido aos Municípios directamente prejudicados pela sua construção um conjunto de contrapartidas, entre as quais a afectação de pelo menos um terço do valor da contrapartida financeira entregue ao Estado pela empresa concessionária das referidas barragens, através da realização, em cada um deles, de um investimento com repercussão a nível de todo o Alto Tâmega; a criação das condições técnicas e de segurança que permitam a utilização das albufeiras para fins turísticos e a atribuição de um montante financeiro fixo de 2,5% da produção bruta das barragens a distribuir pelos municípios afectados.

Esta proposta de “Atribuição de Compensações Financeiras aos Municípios Afectados pela Construção das Grandes Barragens” aprovada pela Autarquia será agora remetida para a Assembleia Municipal, que, após a sua aprovação, pela dará conta ao Governo.

Tags

Município de Boticas   Património Agrícola Mundial   Assembleia Municipal   Cão de Gado Transmontano   Freestyle   Dia do Idoso   Natal   Nadir Afonso   Conselho Municipal de Educação   FAO   Educação Rodoviária   Heróis da Fruta   Festa de Boticas   B.V.B.   Concurso Pecuário   Confraria   Semana da Leitura   Janeiras / Reis   Feira Gastronómica do Porco   DHI  

Últimas

Gala de Empreendedorismo do Alto Tâmega distinguiu empresários e projetos de Boticas

Gala de Empreendedorismo do Alto Tâmega distinguiu empresários e projetos de Boticas

Presidente da Câmara recebeu novo diretor regional da CGD

Presidente da Câmara recebeu novo diretor regional da CGD

Idosos do Concelho reunidos em iniciativa de Natal

Idosos do Concelho reunidos em iniciativa de Natal

Responsáveis da EDP reuniram com Presidente da Câmara Municipal

Responsáveis da EDP reuniram com Presidente da Câmara Municipal

Município adquiriu nova viatura de transporte de passageiros

Município adquiriu nova viatura de transporte de passageiros

Espírito Natalício chegou à vila de Boticas

Espírito Natalício chegou à vila de Boticas

Presidente da Câmara visitou comunidade botiquense em Toronto

Presidente da Câmara visitou comunidade botiquense em Toronto

Município de Boticas representado no XXIV Congresso da ANMP

Município de Boticas representado no XXIV Congresso da ANMP