Autarquia 24-Boticas em Linha


Designação do projeto – Autarquia 24-Boticas em Linha

Código do projeto – NORTE-09-0550-FEDER-000052

Objetivo principal – Melhorar o acesso às TIC

Região de intervenção – Norte

Entidade beneficiária – Município de Boticas

 

Data de aprovação – 10-03-2017

Data de início – 01-03-2017

Data de conclusão – 30-06-2018

Custo total elegível – 240.553,03 €

Apoio financeiro da União Europeia – FEDER – 204.470,08€

 

Ações a Implementar:

Ação 1- Modernização Evolução e Rentabilização do Centro de Dados;

Ação 2- Reengenharia, simplificação e desmaterialização de processos (Implementação de um sistema de automação de fluxos de trabalho);

Ação 3 - Prestação de serviços públicos eletrónicos de forma integrada e totalmente desmaterializada;

Ação 4- Implementação de uma rede de comunicações inteligente inclusiva, promovendo a igualdade, cidadania, cultura de acesso e o uso dos serviços públicos digitais

 

Descrição do Projeto:

No âmbito do presente projeto o Município de Boticas pretende disponibilizar serviços públicos eletrónicos “mais amigos do cidadão”, mais inclusivos, mais fáceis de utilizar e de aceder, assentes numa transformação digital da autarquia, criando as condições técnicas essenciais de base e de garantia dos níveis de disponibilidade, escalabilidade, monitorização e segurança necessários ao suporte de todas as infraestruturas e plataformas tecnológicas.

 

 

 

 

 

 

 

Objetivos Específicos do Projeto:

 

  • Servir melhor o cidadão e as empresas através da disponibilização de um modelo inovador de serviços públicos eletrónicos, mais “amigos do cidadão”, mais inclusivos, mais fáceis utilizar e de aceder.
  • Potenciar a utilização dos serviços públicos em linha a disponibilizar, com eficácia, eficiência e qualidade, permitindo aos cidadãos e empresas beneficiarem das vantagens da interação com a autarquia por meio digital.
  • Transformação digital da autarquia implementando as infraestruturas tecnológicas de suporte e ferramentas necessárias à criação das condições técnicas essenciais de base, a eliminação de processos manuais e baseados em papel, a automação e simplificação dos processos e operações internas da organização, de forma a aumentar a eficiência e a produtividade dos funcionários, bem como a redução dos custos de contexto.
  • Reorganizar e simplificar o acesso em linha, agregando na plataforma de serviços públicos eletrónicos a implementar todos os tipos de serviços que possam ser prestados por esta via, incluindo a ligação com a plataforma “Balcão do Empreendedor (BdE)” (protocolada entre a Câmara Municipal de Boticas e a Agência para a Modernização Administrativa - AMA), que concentra a oferta de serviços destinada aos agentes económicos da responsabilidade deste município, a integração com plataforma “A Voz do Munícipe”, disponibilizando na plataforma de serviços públicos o serviço que permite a submissão e reporte de diferentes tipos de ocorrências no espaço público georreferenciadas, bem como a ligação à plataforma de disponibilização dos PMOT´s e Emissão de Plantas de Localização .
  • Combater a infoexclusão e reforço da coesão territorial e social, garantindo que as pessoas devem poder viver onde querem, com acesso aos serviços públicos eletrónicos a implementar, através da criação de uma rede inovadora de comunicações inteligente que disponibiliza zonas de acesso públicas à plataforma de serviços de forma automatizada e direta sob internet de banda larga.
  • Promover a literacia digital, disponibilizando especialmente às camadas etárias mais elevadas e dentro das suas localidades, um atendimento mediado na plataforma de serviços públicos eletrónicos a implementar, através dos gabinetes de atendimento itinerante.

 

 

 

 

 

Resultados esperados/atingidos:

 

Com a presente intervenção, o Município de Boticas pretende discriminar positivamente as localidades do concelho com grandes dificuldades ou quase inexistência de acesso à internet, garantindo a sua disponibilidade junto da população, tornando-os realmente acessíveis, sem constrangimentos, dentro das suas próprias localidades, através da criação de uma rede de comunicações inteligente de pontos de acesso públicos, onde cada cidadão, sempre que se conecte a esta rede seja automaticamente recebido e encaminhado para o portal serviços públicos eletrónicos de forma totalmente transparente, direta e simplificada, conjuntamente com esta medida pretende-se uma articulação com os gabinetes de atendimento itinerante que percorrem diariamente o concelho, e que potenciados pela referida rede de comunicações, passam a poder executar um atendimento mediado através da plataforma de serviços públicos eletrónicos, ajudando os cidadãos a beneficiar do acesso a serviços digitalizados, promovendo a literacia digital e combatendo a infoexclusão.